Friday, March 20, 2009

Alívio Triste

Finalmente acabou. Prolonga uma dúvida que retire o sono de noite na linha que separa o coração do cérebro e vais ver que o fim, mesmo o fim duro e cruel, é um alivio. Um alivio triste, porque acabou. Mas a linha alcançou o fim e explodiu, a inércia foi quebrada. Bom ou mau, o caminho foi-te dado.
A razão, a génese é importante claro. Está em causa a honra de uma existência, uma certa veracidade da memoria. Não levarás esse julgamento de animo leve, porque gostavas e apesar de tudo, quando se gosta é-se honesto e imparcial em certos momentos. É por isso que ainda tens uma oportunidade de singrares entre o sangue sacrificado e a lua negra, porque te esforças por compreender. O teu eu e o outro.
Finalmente acabou e sabes que perdeste quase um dia da tua vida, e perderás mais no cumprir do luto. Mas não importa se o luto que cumpres pela dor que sofres é merecido: tu tem-na, ela sim, existe. A crise já chegou, mas enquanto viveres terás a hipótese de te restabeleceres. Por ti.