Saturday, January 10, 2009

Afraid to shoot strangers

A felicidade é o dia em que a desgraça não te anula. O pedaço de luta que resiste no teu nervo, o pouco de ti que te deixaram. Ao princípio foi uma questão de raiva, querias romper com a prisão que construíste para te protegeres, quebrar o tempo e impor o teu direito de seres triste. Não o poderias ter feito sem o frio e cruel golpe do assassino que mata por obrigação mas com um prazer obscuro.
Mas não agora. Vives porque descobriste a crença, acreditaste que verias milhares de olhos todos com o mesmo olhar frio e fútil mas encontrarias um olhar diferente. E isso limpou a impossibilidade do facto e retirou-te peso da alma, sorriste mais levemente.
Quando a raiva foi satisfeita com os assassínios cometidos em honra da sobrevivência, limpaste o sangue das mãos e desertaste na guerra. És feliz quando o dia não é estéril ou quando o sol incide sobre a tua pele.Apenas.
Ate alguém te arrastar para a guerra e para os teus pesadelos . Não queres assassinar. Mas não existe outra alternativa. E acabaras por ter prazer em silencia-los na tua obrigação de te manteres vivo.


Afraid to shoot strangers, Iron Maiden