Thursday, April 12, 2007

Mar

O mar, o mar... Ouço-o na minha cabeça. Vezes incontáveis. O som das ondas. Sempre dentro de mim. Sempre permanente na minha memória, mas de uma forma reconfortante.
E o cheiro das ondas, da espuma branca como a neve...Sim, também o cheiro. Nada cheira tão bem como o mar. Nada possui um um aroma, uma fragrancia tão agradável e envolvente. Se pudesse fotografar o cheiro, ou guardá-lo num frasco para nunca o perder, para ficar sempre comigo...
Que saudades do mar!Do azul infinito. Da beleza infinita.
Do perigo infito.