Wednesday, November 24, 2010

Cinzento Fúnebre

Talvez te doa porque deixaste esse mundo paralelo eternamente aberto e ele não vai cá estar para te dizer que de todas as vezes que o Inverno se instala, a Primavera sucede-o. Talvez te magoe porque foi uma hipotese que so viste quando ela deixou de existir e pior do que chegar em contratempo é sentires que o tempo passou por ti e não se despediu. Como ele.
Epera que te não sintas só, sem ele. Já não volta o mundo das sombras é um mundo ilusório que desfaz o caminho assim que é pisado. E não, ele já não volta foi lhe roubado qualquer coisa porque o mundo é so isto. Um conjunto de pessoas tristes , tão habituadas à sua propria miseria que vender a alma para pagar uma qualquer dívida não tem qualquer relevancia. Porque o mundo , as vezes, torna-se so nisto, numa sucessao de acontecimentos tristes em que o Amor se dissolve nas crueldades melancolicas e patéticas do mundo sem o deixar renascer e florir os campos de novo, o Amor.
Saber o que é que magoa ou porque é que magoa é irrelevante. É filosofia, é meramente um exercicio filosofico e ele já não volta. Não, o tempo passou pela tua pele .Mais, passou pelo espirito dele e onde mora agora já o não podes acalmar dos terrores do mundo que ele viu e foi vitima. Não, o tempo já passou por ti ficou a memoria de uma metáfora que nunca se concretizou porque o mundo , às vezes, é simplesmente um lugar cruel em que o desespero de uma oportunidade que torne a vida melhor e mais suportavel conduz a uma crua , sangrenta e desumana forma de viver.
Não, não ele não volta de onde está agora. Nunca mais. Nunca mais vais poder confortar-te ao conforta-lo. Não, o teu amigo, o teu único amigo já não regressa desse caminho triste onde o puseram injustamente, precocemente sem o consentimento dele.
Perdeste um amigo mas , mesmo do alto do sitio cheio de tons de cinzento funebre, ele sorri-te. E pede-te para te não sentires so sem ele porque a pureza do teu espirito torna-te na única esperança deste mundo
.

1 comment:

Uma PROFESSORA apaixonada.... said...

Nossa, chorei....
Desculpe, mas não tenho palavras...
Beijos,
Lu